Desenvolvimento Django Python

Instalando Django 2 e criando um projeto ( Windows e Linux )

10 de dezembro de 2018

Instalando Django 2 e criando um projeto ( Windows e Linux )

Como deixar o Django rodando na sua máquina, e ainda um projeto para iniciarmos os estudos!

Fala galera, tudo certo?

Iniciando uma nova série focada em desenvolvimento web, escolhi o framework Django para destroçarmos ele por completo.

Neste primeiro artigo vou fazer a instalação tanto em Windows como para Linux para todos poderem iniciar do mesmo ponto, e ainda criar um projeto pequeno apenas para fins de mostrar que o framework está funcionando.

Assim sendo, os próximos capítulos da série vão abordar dos conceitos mais básicos aos avançados.

Dois grandes detalhes:

Didática e nível de detalhes:

Tudo que for usado será explicado, você não ficará boiando naquelas funções que aparecem do nada com 18 argumentos e simplesmente a mágica acontece.

Pretendo explicar como, onde e porque utilizaremos tal recurso.

Se eu der um fastfoward em algo será em assuntos triviais ao main subject do post, por exemplo: CSS de página de login, sendo que o assunto é a autenticação em si.

Promessa de dedinho…

Todo conteúdo será apoiado a projetos:

Pretendo sempre guiar os assuntos com um projeto versionado no git, pois acredito que as coisas devem ‘se conectar’ e para um melhor aprendizado devemos executar o código em questão.

Caso os assuntos de posts em sequência mudem bruscamente, eu iniciarei um novo projeto.

Dito issso, chegou a hora de por a mão na massa!

Explicando os requisitos:

Antes de mais nada vamos explicar rapidamente os requisitos que você deve ter no seu computador, para que você tenha segurança ao instalar estes recursos.

  • Python: linguagem em que o framework foi escrito, ou seja, precisamos dela para rodar o Django;
  • pip: gerenciador de pacotes do Python, se você conhece NPM ou composer, ele é bem semelhantes a estes, vai nos ajudar muito a instalar o próprio django como libs de terceiros;
  • virtualenv: opcional, porém sugerido pelo próprio Django, com a venv nós temos um ambiente isolado do nosso SO, podemos instalar o que quisermos sem alterar a integridade dos arquivos que usamos no dia a dia;
  • Django: e obviamente nosso framework! 🙂

Instalando Django no Windows:

No Windows a instalação é até mais simples, como de costume, vamos instalar primeiramente o Python!

Faça o download aqui.

Tela de instalação do Python

Não há mistérios aqui, apenas marque a caixa do PATH para adicionar as variáveis de ambiente do Windows e conseguirmos verificar que tudo cdeu certo, clique em Install Now e aguarde.

Após a finalização abra seu terminal de preferencia e digite:

python --version

Caso receba a mesma mensagem, está tudo ok!


Para as telas que você aparecem meu terminal: eu utilizo o git bash pois os comandos ficam iguais os do Linux, e isso facilita muito minha vida, se quiser pode baixar aqui.

Num estilo next, next e finish do Windows para instalar, você ganha aquele terminal topzera para sair dando os rm -rf da vida.


Da série vantagens do Windows, o pip já deve vir instalado quando você instala o Python, teste com o seguinte comando:

pip --version

Deve aparecer algo perto disso, mudando apenas o path de instalação, e agora instalaremos a virtualenv, com o seguinte comando:

pip install virtualenv

Caso a mensagem seja de success igual a imagem abaixo, instalamos a venv com sucesso…

Bom, temos todos os prerrequisitos que o Windows precisa por enquanto, agora nós vamos continuar junto com os usuários de Linux, pois o processo é igual para os dois SO’s, pule a próxima sessão e seja feliz no mundo do Django. 🙂

Instalando Django no Linux:

Agora vamos iniciar a instalação no Linux, eu utilizei o Ubuntu que é uma distribuição Debian, deve ser bem similar paras as outras, e acredito também que se você usa uma distro mais avançada deve conseguir reproduzir os passos sem problemas.

Primeiro requisito é instalar o Python, na sua versão 3.x, abra um terminal e digite:

python3 --version

Caso apareça algo semelhante a isso:

Seu python está instalado e você pode pular o próximo passo, se a mensagem for ‘command not found’, instale o Python com o auxílio do próximo passo:

sudo apt-get install python3

Teste novamente o comando que checa a versão para ver se o python foi instalado, e agora vamos instalar o pip.

sudo apt-get install python3-pip

Deve aparecer algo semelhante a isto no seu terminal:

Após instalar teste o pip, verificando sua versão:

pip3 --version

Se quiser instalar a venv e seguir as recomendações que os criadores do Django fizeram, se não pule este passo…

pip install virtualenv

O terminal deverá apresentar algo parecido com isto:

Pronto, temos a maioria dos requisitos, falta apenas o Django.

Mas como eu disse anteriormente, estas instalações faremos apenas na venv, seguindo as recomendações, caso você optou por não instalar: você pode instalar tudo normalmente no seu SO seguindo os próximos passos!

Criando o nosso primeiro projeto:

Aqui os dois SO’s se afunilam, tanto como Windows ou Linux, os passos serão os mesmos.

obs: se estiver no Windows e usar o git bash, os comandos serão os mesmos, caso não, terão algumas diferenças como por exemplo para mudar de diretório, coisas bem simples.

Com seu terminal aberto, navegue até a pasta destino que deseja criar o projeto.

No meu caso fui até o diretório Documents do meu usário, criei uma pasta chamada django e entrei nela:

cd ~/Documents/
mkdir django
cd django

Vamos agora criar uma venv chamada venv(pule este passo caso você não a tenha), e ativa-la:

virtualenv
source vnenv/bin/activate

Este ‘venv’ que sinalizei indica que estamos na virtualenv.

Vamos instalar o django, verificar se foi instaldo e criar um projeto:

pip install django
django-admin --version
django-admin startproject helloworld

Como a verificação de versão deve aparecer:

Após criar um projeto, a pasta ‘hellorworld’ deve ter sido criada no diretório atual.

Agora vamos startar o Django e ver se funciou, aí poderemos ir para casa!

Para isso você deve entrar no diretório helloworld, e executar o comando para startar o servidor:


Que servidor?

Toda aplicação web roda em cima de um servidor, no Windows por exemplo, temos o XAMPP que simula um servidor web com Apache, MySQL, PHP. Para o Django alguns requisitos precisam ser preenchidos também, sendo assim o framework criou um built-in server para não perdermos tempo e podemos sair desenvolvendo, este servidor não deve ser utilizado em produção, porém para projetos em desenvolvimento ele cai muito bem para nós e faz tudo que precisamos.


Se apareceu isso, o Django está rodando!

Neste momento ignore as mensagens de erro, vamos explicar tudo no próximo post, onde entraremos nos detalhes dos arquivos que foram criados e nessa questão de migração de database.

Abra o seu browser preferido e digite a url que o server built-in do Django nos deu, neste caso http://127.0.0.1:8000/


Caso este erro apareça:

Abra seu arquivo settings.py, que foi criado junto do projeto, aqui ele ficou em:

helloworld/helloworld/settings.py

Encontre a linha que tem uma constante chamada ALLOWED_HOSTS e digite o ip que está entre aspas simples, neste caso foi o ‘127.0.0.1’, veja na imagem a seguir o resultado final:

Com isso deve funcionar. 🙂


Se você seguiu os passos corretamente, ao acessar seu browser você deve receber uma página parecida com esta:

E é isso aí, você está com o Django rodando na sua máquina!

Conclusão:

Bom, o assunto é muito grande, um framework completo pela frente, quis apenas deixar todos os leitores a par, no mesmo passo para que possam usufruir dos tutoriais seguintes e também para qualquer dúvida de instalação sempre voltar aqui.

Vimos como instalar o Django e seus prereqs em Windows e Linux, o que deve ser suficiente para 99.9% do público alvo, mas caso você esteja nesse 0.01% não exite em perguntar.

Confira também o nosso canal do Youtube com muito conteúdo sobre programação, clicando aqui.

Agradeço a todos que leram, e caso haja alguma dúvida ou sugestão, utilize a interação do fórum.

dúvida ou sugestão, utilize a interação do fórum.

Obrigado por ler e até a próxima!

12
Subscribe
Notify of
guest
5 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Rafael

parabéns pelo artigo ! somente um comentário. No CMD não há o comando source. mas a ativação do venv pode ser feito executando o script vnenv/Scripts/Activate.bat

Battisti

Fala Rafael, obrigado pelo comentário, você usa Windows?

Cezar

Explicação bem detalhada e simples de entender!

Douglas

Só uma contribuição, o ip correto em ALLOWED_HOSTS é 127.0.0.1

Battisti

valeu Douglas! Corrigi aqui, abraço.

5
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x