Linux

Como funciona a estrutura de arquivos do Linux?

16 de setembro de 2019

Como funciona a estrutura de arquivos do Linux?

Neste post você irá aprender como funciona a estrutura de arquivos do Linux e também os diretórios mais importantes e suas funções

estrutura de arquivos do linux capa

Estrutura de arquivos do Linux

Primeira dúvida que temos que tirar é sobre o termo diretório

Diretório no Linux é a mesma coisa que pasta no Windows

Dito isso, que é uma dúvida de muitos, podemos prosseguir agora para a estrutura de arquivos/diretórios

Que nada mais é um conjunto de diretórios que são comuns em diversas distribuições de Linux, claro que algumas tem alguns diretórios a mais

Neste post vamos abordar todas que estão na distribuição Ubuntu, já que é a mais utilizada

Diretório /

O diretório / é a raiz do sistema, a partir dele nós veremos os outros diretórios do Linux

Não há nenhum outro antes dele, apenas depois

Diretório /bin

No diretório bin teremos arquivos executáveis do sistema

Alguns conteúdos do bin são: shell, ls, tar, kill, grep, echo, cp, rm e mv

shell seria uma aplicação que roda os comandos que digitamos no terminal

Os demais são comandos bastante utilizados, quem já utilizou Linux sabe 😀

Diretório /boot

No diretório boot teremos arquivos que fazem a inicialização do sistema

Diretório /dev

Neste diretório teremos arquivos de todos os dispositivos de entrada e saída do sistema

Não temos drivers igual o Windows no Linux, temos arquivos que representam todos estes dispositivos conectados no computador

Diretório /etc

No diretório /etc vamos encontrar arquivos de configuração do sistema

Por exemplo: configuração do Apache, que é um servidor web

Diretório /home

No diretório /home teremos os diretórios de cada usuário do sistema

Por exemplo:

  • /home/matheus
  • /home/maria
  • /home/rodrigo

Então cada diretório deste contém os arquivos exclusivos de cada usuário

Quer aprender Linux de verdade? Confira nosso curso com mais de 100 aulas e 7 horas de duração: aqui!

Diretório /lib

Contem arquivos de bibliotecas que são compartilhados entre os aplicativos

E também arquivos necessários para a inicialização do sistema

Diretório /media

O diretório /media é responsável por abrigar a montagem dos dispositivos externos do computador como pendrives pelo USB

Diretório /mnt

O diretório /mnt serve para montar dispositivos, partições e também sistemas de arquivos temporariamente, que estão em um CDROM, por exemplo

Diretório /opt

Este diretório contem os arquivos das aplicações que não são oficiais da instalação

Diretório /sbin

Similar ao /bin, pode conter arquivos que são necessários para a inicialização do sistema

Mas geralmente os arquivos deste diretório são utilizados apenas pelo usuário root (admin do sistema)

O nome sbin é um diminutivo de system binaries

Diretório /tmp

Diretório de arquivos temporários, podemos inserir arquivos que não vamos precisar no futuro, para algum teste ou verificar algo neles

Obs: arquivos nesse diretório podem ser deletados a qualquer momento, ou seja, não é um local seguro para guardar arquivos

Alguns softwares sugerem que a instalação seja feita no /tmp, para após ela ser concluida os arquivos de instalação sejam removidos do sistema

Diretório /usr

O diretório /usr abriga arquivos que são utilizados apenas em formato de leitura pelo sistema

Por exemplo: arquivos do comando man, explicando o que cada comando faz e também outros tipos de documentação

Diretório /var

No diretório /var teremos uma gama muito grande de arquivos variáveis

Desde arquivos de log, MySQL, arquivos de inbox de e-mail e até webservers

Conclusão da estrutura de arquivos do Linux

Uma informação importante Diretório = Pasta

Temos diversos diretórios importantes no Linux, claro que você não vai gravar todos e o que fazem

Mas é bom termos uma noção superficial, pois algumas ações que executamos utilizam alguns destes e também para sabermos de sua importância para o sistema

E por hoje é isso, até o próximo post!

Quer se especializar em programação? Veja o nosso catálogo de cursos.

Referência: opensource

 

0

Programador apaixonado pelo mundo das tecnologias, sempre buscando em aprender e se aprofundar em linguagens, frameworks e o que mais for necessário para executar um bom trabalho. Agora tem uma nova missão que é de passar seu conhecimento adiante para formar novos programadores e especializar mais os que já são.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of