Carreira

Os 10 hábitos de um programador eficiente

5 de junho de 2020

Os 10 hábitos de um programador eficiente

Neste artigos veremos 10 hábitos de um programador eficiente – para você aplicar na sua carreira e melhorar ainda mais como programador!

habitos de um programador eficiente capa

Fala programador(a), tudo bem? Vamos lá ver os hábitos que tornam um programador eficiente e também desejado pelas empresas!

1 – Se virar na linha de comando

Este é um dos medos dos programadores iniciantes, lidar com o Linux e também a linha de comando

Mas uma hora ou outra você vai ter que fazer alguma ação no servidor de produção e muito provavelmente vai ser via SSH, que é uma conexão remota da sua máquina com um servidor por linha de comando

Aí se este programador precisar fazer algo mais crítico sem estar acostumado com a linha de comando, pode ser um problema enorme

Algo muito comum é fazer um dump (backup) do banco de dados, e se por ventura o programador deletar algo que não pode ou até mesmo o próprio banco?

Nestas situações não podemos errar, então todo programador eficaz deve saber se virar na linha de comando

Pelo menos conhecer os principais comandos e ter certa autonomia quando o assunto é Linux

2 – Ler a documentação

A documentação é a fonte mais fiel de informação que um programador pode utilizar

Acima de qualquer livro ou do querido Stack Over Flow

Se você tem dúvidas sobre alguma linguagem ou framework, primeiramente você deveria tentar resolver o seu problema pela documentação

E também quando começa a aprender uma nova tecnologia, o caminho mais fácil também é a documentação

Geralmente há alguns tutoriais, onde você até tem um início rápido com esta tecnologia, para entender como ela funciona e os detalhes mais importantes

Por isso, tenha o costume de sempre dar uma passadinha nas docs das tecnologias que você está desenvolvendo algum software!

3 – Comunicação

Comunicação não tem nada a ver com código, isso é óbvio

Porém é uma soft skill muito necessária para um programador, que pode evitar diversos problemas

Como por exemplo conflitos de código ou até evitar um problema maior por alguem não saber utilizar o seu código e sair alterando sem necessidade

Então boas ideias para melhorar a comunicação são:

  • Comente com o seu time sobre o que está desenvolvendo;
  • Pergunte também aos seus colegas de equipe o que eles estão desenvolvendo;
  • Tentem encontrar juntos a solução para um problema mais complexo;
  • Discussão de arquitetura de um sistema ao iniciar um projeto;
  • Conversar sobre convenções de código;

Este último ponto é extremamente interessante, imagine que um novo dev entra no time, neste time toda a documentação do software precisa ser em inglês pois é um produto para o exterior

Se ninguém avisá-lo sobre isso (comunicação), ele pode fazer toda a sua parte em português

Gerando um grande retrabalho para adaptar tudo que ele executou no inglês, ruim né?

Estes problemas acontecem pela falta de comunicação, então pratique ela!

Quer mais conteúdo gratuito sobre carreira de programação? Se inscreva na Semana Carreira Dev, que acontece do dia 29/06 até 02/07

4 – Procure as melhores ferramentas

Apesar de nosso trabalho estar muito concentrado em código, em uma situação ou outra precisamos de softwares externos para não precisar reinventar a roda

Então um programador deve conhecer as ferramentas que podem auxiliá-lo a ser mais produtivo

Algumas delas são:

  • VS Code: editor de código;
  • Postman: client para debugar e desenvolver APIs;
  • Filezilla: client para FTP;
  • Lightshot: software para print screen rápida e personalizada;
  • MySQL Workbench: software para criar esquema de bancos e visualizar bancos de dados MySQL;
  • ColorZilla: extensão do Chrome para pegar valor de cor em hexadecimal;

Estas são só algumas das inúmeras ferramentas que você pode usar para adiantar o teu dia a dia

Se você enfrentar uma tarefa muito árdua para ser realizada, com certeza alguma ferramenta foi criada para agilizar este processo, procure ela!

5 – Evite distrações

Pode parecer bobo, mas interrupções destroem seu foco, produtividade e também atrapalham você no seu processo de criação, então este é com certeza um dos hábitos de um programador eficiente

Encontre uma maneira de fazer com que as pessoas não te perturbem para assuntos desnecessários

E também tenha o costume de bloquear ladrões de atenções enquanto trabalha: redes sociais, notificações do celular

Pode parecer loucura agora, mas você vai criar softwares que mudam a vida de pessoas ou resolvem o problema delas

Então pense na consequência de algum bug grave ou falha do software, ocasiada apenas por uma simples distração

Essas micro interrupções matam seu raciocínio também, fazendo você se cansar mais rápido, tendo que reestruturar tudo novamente na mente

O que pode levar alguns minutos, só para voltar ao ponto que estava

Elimine as distrações!

6 – Planeje o código antes de programar

Um erro muito comum dos iniciantes é sair programando antes mesmo de analisar os problemas

Levando a inúmeras situações conflitantes de código, que impedem que o mesmo seja desenvolvimento em uma linha reta de raciocínio

Tendo que parar mais vezes do que o necessário do que se tivesse construindo um fluxo ou até mesmo escrito cada etapa do problema e solução para ele no papel

Você não precisa teorizar dois dias em cima de uma verificação de usuário autenticado, mas tenha o costume de analisar o problema antes de colocar a mão na massa

Você vai evitar bugs e também problemas que poderia ter resolvido com a liderança antes, por exemplo na reunião que originou esta tarefa

7 – O nome das coisas

Este hábito serve para qualquer coisa que tenha nome no seu código, como: funções, variáveis, classes e etc.

Nunca utilize nomes sem sentido ou pouco explicativos, como: x, y, valor, total

Preze por uma descrição que seja ao mesmo tempo eficaz e curta, como por exemplo: totalDoCarrinho, quantidadeDeItens

E também utilize o camelCase, como mostrei nos exemplos acima, não faça o nome todo na mesma case, como: totaldocarrinho, quantidadeitens

Estes exemplos ruins dificultam a leitura e manutenção do código

Temos que ter em mente que talvez nós não vamos mais alterar este código, e sim outra pessoa

Então ela precisa entender de uma maneira clara e rápida o que faz tal função ou para que serve tal variável

Também pode acontecer de daqui seis meses nós precisarmos alterar este código, e se os nomes estiverem uma zona?

8 – Mente de tester

Nunca passe uma tarefa para frente sem testar e também nunca deixe todo este trabalho para o tester

Tenha o costume de fazer alguns testes com variações possíveis do escopo da tarefa que você está executando

Isso evitará retrabalho e o seu trabalho se tornará mais confiável também

O parâmetro que você pode usar para isso é: primeiro teste o caminho feliz, que é exatamente o que foi pedido na tarefa, caso passe você vai testar algumas situações diferentes e você implementar também testes mais bizarros

Isso é exatamente o que o tester fará, porém você já evita que ele precise testar e retestar a tarefa

Além de é claro você ter que corrigir aquele bug

Ou pior ainda, e se o bug passar para a produção?

Pode ser que você tenha que fazer um hotfix as pressas, ou até mesmo ninguém perceber até o fim do expediente e um cliente ligar furioso para a empresa que não consegue finalizar as compras

Então quanto mais baixo seu índice de retrabalho é, mais eficaz você é também

9 – Eliminar repetições

Outro dos hábitos de um programador eficiente é perceber repetições excessivas

Quando você notar que diariamente ou até semanalmente está fazendo uma tarefa chata e repetitiva, é hora de automatizar

Encontre um jeito de que esta tarefa seja executada pelo computador e não por você

Exemplo: você está tendo que mandar e-mail dos boletos não pagos todo dia?

Crie uma cron que faz isso todo dia para você!

Outra situação que pode acontecer é você ter que fazer ações de baixa complexidade que não tem nada a ver com programação

Por exemplo bloquear um usuário que está fazendo algo de errado no sistema

Nestes casos você deve criar um tutorial deste processo, e delegar para alguém do Sucesso do Cliente ou administrativo

Não faz sentido um programador fazer tarefas administrativas e ainda mais repetidadamente

10 – Nunca pare de aprender

O último dos hábitos de um programador eficiente – para fechar com chave de ouro – é nunca pare de aprender

Cada vez que você adquire um conhecimento novo, fica mais fácil para aprender outros

Então você cada vez mais vai aprender mais rápido e aumentar o leque de tecnologias, podendo assim também conseguir vagas de emprego em mais locais

Outro benefício do aprendizado contínuo é que você se torna uma máquina de resolver problemas

Por estar em contato com lógica de programação e criando novos softwares para estudar o que aprendeu

O seu raciocínio evolui de nível, e consequentemente você enxerga as soluções para os problemas de forma mais rápida e intuitiva de que outros devs que estão mais enferrujados

Enquanto eles ficam se debatendo nos mesmos problemas ou por que tem que utilizar uma nova linguagem/ferramenta

Você já estará acostumado com o processo e será só mais um dia normal em sua vida

Gostou do artigo?

Confira também nosso catálogo de cursos gratuitos, com aulas semanais no YouTube

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x