Carreira

Dicas para programador freelancer

11 de julho de 2022

Dicas para programador freelancer

A carreira de programação traz muitas possibilidades, justamente por causa da sua versatilidade. Assim, as oportunidades como programador freelancer são muito procuradas, tanto por quem está ingressando na área quanto pelos profissionais com mais tempo de experiência. 

Como programador freelancer, o profissional tem maior liberdade para fazer seus horários e, normalmente, trabalha de maneira remota. Os rendimentos podem ser bastante promissores, sobretudo se você for um desenvolvedor experiente. 

Se você está pensando em se tornar um programador freelancer, a Hora de Codar elaborou dicas úteis para você começar a colocar em prática agora mesmo. Continue lendo e aproveite!

O que é um freelancer?

O termo freelancer tem origem do inglês e se refere ao profissional autônomo que presta serviço para uma ou mais empresas. No Brasil, a expressão também é reduzida, freela, ou mesmo aportuguesada, frila, mas tem o mesmo significado. 

Cada vez mais comum, o profissional freelancer atua de forma mais independente, criando o próprio horário e uma organização para as suas atividades. Por isso, muitas pessoas preferem trabalhar desse modo. 

Com a pandemia do novo coronavírus, a demanda por esse tipo de atividade se tornou ainda maior. De acordo com o Relatório Workana 2021, durante o período pandêmico, 75% dos talentos ouvidos observaram um aumento no volume de trabalho. Além disso, 80% dos participantes afirmaram  que a demanda por freelancers cresceu. 

Os dados mostram que a atuação como freelancer veio para ficar, e deve seguir crescendo nos próximos anos. Na área de tecnologia, essa tendência se mostra ainda mais evidente, uma vez que o trabalho é mais facilmente feito de maneira remota. 

Veja as dicas do Matheus Battisti sobre o trabalho como programador de forma remota: 

Plataformas para trabalhar

Agora que você já conhece mais sobre o trabalho como freelancer, é hora de falarmos sobre algo importantíssimo: as plataformas para oferta de vagas. Elas são a principal maneira de você encontrar oportunidades como freelancer. Assim, vale muito a pena ter cadastro pelo menos nas principais. 

CodeFreela: o CodeFreela é uma plataforma especializada para desenvolvedores. Por isso, é muito útil para quem pretende trabalhar como programador freelancer. Ela funciona de forma gratuita e intermedeia o pagamento, tornando o processo mais fácil e seguro. 

Workana: a gente falou do relatório da Workana, que é uma das principais plataformas da América Latina para quem trabalha como freelancer. Dentre as várias oportunidades, há muitas para programadores. O interessado em contratar os serviços publica um projeto e os freelancers fazem propostas. 

99Freelas: outra plataforma que pode ser utilizada por quem quer encontrar oportunidades como freela é a 99Freelas. O sistema é gratuito, mas cobra uma tarifa em cima dos valores pagos pelos serviços.  

FreelaWeb: a última plataforma que trazemos aqui é a FreelaWeb, que tem funcionamento semelhante ao das demais, além de uma categoria focada em programação e TI. 

Vale lembrar que existem outras plataformas que podem ser utilizadas. Antes de oferecer seus serviços, busque referências das mesmas na internet e opte por aquelas que têm um sistema de pagamento seguro. 

Organização é parte fundamental do trabalho como freelancer

Dicas para se tornar um programador freelancer

Depois das dicas de plataformas, veja algumas sugestões mais gerais para você se tornar um programador freelancer:

  • Ter um CNPJ — como microempreendedor individual, dependendo do seu faturamento anual já é o suficiente — é uma forma de otimizar o pagamento como autônomo, prestando serviços como uma pequena empresa; 
  • Manter uma rotina de estudos, para estar sempre atualizado das novidades no campo da programação e oferecer um serviço de qualidade, por meio de leituras e, sempre que possível, cursos sobre programação;
  • Disponibilizar meios de um possível contratante conhecer mais sobre o seu trabalho, como códigos disponíveis e projetos nos quais você já trabalhou; 
  • Antes de se apegar a ofertas de valores acima da média, procure fazer trabalhos menores e com pagamento justo, a fim de construir uma experiência como programador freelancer;
  • Trace uma estratégia em relação ao tipo de trabalho que você deseja desenvolver; 
  • Estabeleça também um cronograma para saber quanto tempo você tem disponível para os projetos, quanto tempo levará em cada um deles e dessa forma cumprir os prazos combinados. 

Para saber mais sobre o mundo da programação, a dica é seguir a Hora de Codar nas redes sociais: Instagram, Facebook, YouTube e LinkedIn. Nossos conteúdos são excelentes para você se atualizar e o Matheus Battisti está sempre ensinando tudo aquilo que ele sabe sobre ser programador. Confira!

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x