Cursos

Curso de programador: quanto custa?

15 de junho de 2022

Curso de programador: quanto custa?

Antes de respondermos à pergunta do título, vamos pensar em uma outra questão: quanto vale uma boa formação? E mais do que isso: o quanto você estaria disposto a pagar para aprender uma profissão? 

É difícil dizer, de modo objetivo, quanto custa se tornar um programador. Porém, neste texto a Hora de Codar traz informações bem importantes para que você saiba melhor sobre o investimento necessário. 

Investir em um curso de programador

É claro que, muitas vezes, o investimento em um curso de formação depende de recursos que nem todas as pessoas possuem. A boa notícia, nesses casos, é que sempre existem alternativas para se tornar um programador de sucesso, mesmo para quem tem menor poder aquisitivo. 

Por outro lado, há muitas pessoas que procuram o jeito mais fácil de obter as coisas. Elas ouvem falar que programação é uma carreira lucrativa e querem logo fazer um curso de programador bem baratinho para entrar no mercado amanhã. 

Já nesse caso, as notícias não são tão boas: para se inserir no mercado você precisará, antes, se tornar um profissional qualificado. E isso exige investimento não apenas de dinheiro, mas de tempo. 

Aliás, esse é outro ponto importante: quando falamos do custo de um curso, é preciso lembrar que não se trata apenas de dinheiro, mas de tempo. De um modo geral, se você dispuser de mais tempo, pode gastar menos. 

Curso de programador gratuito

Vamos começar falando sobre os cursos gratuitos. Existem algumas opções que podem ser interessantes se você tem pouco dinheiro para se qualificar nesse momento. 

Curso superior em universidade pública ou com bolsa

A gente já comentou outras vezes aqui no blog que o curso superior não é um pré-requisito para você se tornar programador. Porém, existem empresas maiores que pedem graduação na área de TI. 

Algumas faculdades oferecem cursos que podem te ensinar coisas importantes para a profissão e, além disso, garantir uma profissão na área de tecnologia. 

Se você dispõe de tempo, tem interesse na área de tecnologia e quer fazer um curso superior, essa pode ser uma alternativa interessante. Vale lembrar, no entanto, que é muito possível que você precise fazer outros cursos para se especializar. 

Outro ponto importante em relação à faculdade é a possibilidade de fazer uma rede de contatos, ou seja, o networking. Assim, você consegue se inserir no mercado de maneira mais qualificada. 

Cursos disponíveis na internet

Existem muitos cursos de programador disponíveis de forma gratuita na internet. Porém, você precisará criar o seu próprio método, bem como definir o planejamento geral do seu aprendizado. 

Pense com a gente: em um curso bem estruturado, o professor planeja uma sequência didática, com começo, meio e fim. Além disso, são incluídos exercícios, projetos, oportunidades para você tirar dúvidas e outros recursos. 

Em um curso de programador gratuito essa estrutura nem sempre existe. A razão para isso é simples: os professores também precisam receber pelo tempo investido na criação dos seus cursos. Assim, ele pode disponibilizar aulas introdutórias, mas a formação mais sólida normalmente será paga. 

Cursos que são pagos após você conseguir uma colocação no mercado

Outra opção são os cursos que cobram o aluno após a inserção no mercado. Nesses cursos, o aluno paga de duas formas: durante sua formação, ele contribui com projetos em andamentos. 

Além disso, é cobrado um valor pela formação após algum tempo, quando o aluno começa a trabalhar. Por se tratar de um mercado aquecido, essa aposta pode valer a pena.

Porém, do ponto de vista do aluno, é fundamental entender bem como esse processo funciona para não sofrer depois com as consequências. Vale ressaltar, também, que esses cursos costumam ser bem caros, podendo custar mais que um curso superior.

Mesa com 3 computadores mostrando códigos de programação e um homem segurando um copo de café
O que não pode faltar para um programador? Café.

Cursos com valores intermediários

Quer investir, mas não tanto? Vamos pensar também sobre essas opções. Afinal, existem várias possibilidades de formação em programação que não custam tanto, mas podem te garantir muito conhecimento na área. 

Especialização para quem já possui curso superior

Os cursos de especialização se tornaram uma tendência para quem vai se aperfeiçoar em determinada área ou quer aprimorar o currículo. 

Por isso, alguns grupos educacionais bem sólidos oferecem, hoje, cursos de especialização com valor reduzido. Com menos de R$100,00 por mês você pode se especializar em áreas relacionadas à programação em um curso à distância. 

Ainda assim, lembre-se que você precisa ser graduado e conhecer minimamente sobre aquilo que pretende estudar, pois o curso de especialização é um aprofundamento e não uma introdução. 

Cursos de programador online com certificado

Essa opção pode ter valores variados. Tudo vai depender do professor, da plataforma, da quantidade de horas oferecidas no curso de programador e, claro, do conteúdo. 

Por serem cursos oferecidos de forma online, os valores são menores, porque não há tanto gasto com estrutura física. Sendo assim, é preciso também ter a disciplina de fazer tudo o que é solicitado e dedicar tempo, de fato, ao aprendizado. 

A sugestão é conferir algumas opções, ver vídeos e outros conteúdos gratuitos dos professores responsáveis e comparar a estrutura geral do curso de programador. Dessa forma, você vai conseguir escolher não apenas pelo preço, mas pelo melhor custo-benefício. 

Curso de programador mais caro

Os cursos de programador mais caros, geralmente, são os presenciais. Assim, há uma equipe de professores e tutores, bem como uma estrutura maior, com laboratórios e salas de aula. 

A vantagem é que, nesse tipo de curso de programador, muitas pessoas se sentem mais aptas a aprender. O porém é que os valores podem realmente ser elevados. Se você não possui milhares de reais para investir mensalmente, é possível que essa não seja a melhor opção. 

Mais que dinheiro, invista tempo!

Como comentamos antes, o investimento de tempo pode ser mais importante que o de dinheiro. Se você já trabalha e/ou estuda, é preciso, portanto, otimizar ao máximo o tempo restante para focar nos seus estudos e, assim, alcançar os seus objetivos. 

Lembre-se, também, que a formação de um programador é contínua. Ela não se encerra com um curso ou dois. Você sempre precisará investir e se aprimorar, pois o conhecimento no campo da tecnologia se transforma muito rapidamente. 

O curso de programador mais caro não necessariamente será o melhor para você, assim como o mais barato nem sempre é a alternativa mais benéfica a longo prazo. Planeje-se em termos de dinheiro e tempo para se qualificar da forma mais proveitosa para a sua carreira. 

Quer conhecer um professor qualificado e com uma didática elogiada? Comece pelas aulas gratuitas do Matheus Battisti, da Hora de Codar, no YouTube. Você não vai se arrepender.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x